Oii

Simplificando o desenvolvimento web acessível na prática

Pryscilla de Sousa Pereira

Resumo


Introdução: Atualmente, a Web trouxe mais praticidade para as atividades do dia a dia, com isso as pessoas estão cada vez mais conectados. Entretanto, essa praticidade não é uma realidade para todos, pois a Web ainda não é totalmente inclusiva. Existem diversas recomendações de acessibilidade para conteúdo Web com o objetivo de apoiar o desenvolvimento de sites inclusivos, tais como: WCAG (Web Content Guidelines), eMAG (Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico) e MWBP (Mobile Web Best Practices). Objetivo: Este trabalho tem como objetivo fazer um levantamento dessas recomendações e apresentar melhores práticas de desenvolvimento que possam ser inseridas na formação de profissionais da área de forma que uma cultura de acessibilidade se crie ainda no ambiente acadêmico. Métodos: Para tanto, esse estudo seguiu duas abordagens, qualitativa e quantitativa, v'isando aprofundar-se nas diretrizes e recomendações sobre acessibilidade na Web. Para essa curadoria foram analisadas recomendações que auxiliam no desenvolvimento de websites e sistemas com acessibilidade, além disso, houve um comparativo entre tais diretrizes. Resultados: Com esse estudo foi possível elencar as diretrizes que podem ser incorporadas, além de boas práticas de design que são úteis para qualquer usuário. Conclusão/Considerações finais: Portanto, a adoção de práticas para a promoção de acessibilidade Web não exige um conhecimento muito específico e complexo, portanto a promoção dessa visão pode ser importante na criação uma cultura na criação de desenvolvimento de códigos que considere a inclusão de pessoas com alguma limitação física.

Palavras-chave


Acessibilidade; Web; Recomendações

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Pryscilla de Sousa Pereira

Centro Universitário Fametro – UNIFAMETRO

ISSN 2448-1270