Retentores intrarradiculares: qual, quando e como usar?: revisão de literatura

Narayane Sousa Pinheiro, Liliane Emilia Alexandre de Oliveira, Paula Ventura da Silveira, Carlos Santos de Castro Filho, Sonia Luque Peralta

Resumo


Dentes que passaram por tratamento endodôntico e que perderam grande parte de estrutura dentária, frequentemente, necessitam de retentores intrarradiculares com o objetivo de promover retenção à futura restauração. O objetivo desse trabalho é realizar uma revisão de literatura acerca do uso de retentores intrarradiculares. A estratégia de busca utilizou as bases de dados: BIREME, MEDLINE, PUBMED E LILACS. Foram incluídos artigos no período de 1970 a 2016, revisões de literatura e revisões sistemáticas, além de tese e dissertações. Foram excluídos artigos com metodologia duvidosa e não disponíveis na íntegra. Os pinos de fibra de vidro vêm sendo indicados com frequência, pois apresentam boas propriedades estéticas, módulo de elasticidade semelhante ao do dente, a cimentação pode ser feita imediatamente após a conclusão da terapia endodôntica e apresentam capacidade de se aderir à dentina por meio do emprego de cimentos e sistemas adesivos para se fixarem no interior do canal radicular.


Palavras-chave


Pinos dentários; Retentor; Cimentos resinosos; Cimentos dentários

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Narayane Sousa Pinheiro, Liliane Emilia Alexandre de Oliveira, Paula Ventura da Silveira, Carlos Santos de Castro Filho, Sonia Luque Peralta

Centro Universitário Fametro – UNIFAMETRO

ISSN 2448-1270